Abaixo-Assinado (#28522):

Carta à BMW - Ajuda contra os roubos de motos

Destinatário: sac@bmw.com.br

Prezados,
Os proprietários de modelos de moto BMW (como F800GS e 1200 GS) possuem no mínimo 2 motivos para comprar uma moto BMW: qualidade da marca e pequena taxa de roubos.

No entanto, o crescimento da taxa de roubos de motos BMW está alarmante! Faço parte do grupo no Facebook chamado F800 GS Brasil e praticamente todos os dias há uma notícia de roubo. Alguns proprietários já começaram a vender suas motos, chequem a página no facebook.

Tendo em vista o grande medo que assombra os proprietários e as famílias dos proprietários de BMW, sugiro duas ações, com apoio da BMW: 1) Campanha independente para que as pessoas não comprem peças no mercado paralelo; 2) Petição ao congresso nacional. As duas ações são explicadas abaixo.

Campanha independente:

Criação de um vídeo que sensibilize as pessoas a não comprarem peças no mercado paralelo e para disseminação desse vídeo em mídias sociais (como o Facebook) através de campanhas pagas e também na grande mídia (TV). Esse vídeo pode conter o logo da dos patrocinadores, afinal é também de interesse de vocês manter a venda e a segurança dos proprietários.

Petição

Petição ao Congresso Nacional pedindo modificação no código penal para:
Aumento da fiscalização dos crimes de receptação e venda de peças roubadas.
Criação de um departamento especial para aumentar a fiscalização do comércio ilegal de peças, especialmente o mercado eletrônico de peças de moto.
Aumento da pena por comercialização de peças de motocicletas sem procedências;
O adquirente de peças roubadas concorre com o crime independente de boa fé;
Os mercados eletrônicos devem exigir cadastro formal dos vendedores, com fornecimento de dados confiáveis abertos para a investigação policial sem necessidade de requisição para o judiciário.
Criação de campanha publicitária por parte do governo para que as pessoas se conscientizem que a compra de peças sem procedência alimenta o roubo de motocicletas – que muitas vezes é acompanhado de um homicídio, caracterizando um latrocínio.

Justificativa da petição:
O principal fator gerador do roubo de motos e carros é o mercado ilegal de peças. Com o aumento do uso da internet, a venda de peças roubadas tornou-se mais fácil e divulgável. O crescente número de latrocínios envolvendo motociclistas preocupa toda a sociedade: além do risco de se perder um bem, há o claro risco de se perder a vida.
O caso mais recente disso foi televisionado no começo do mês de novembro. Um homem e sua sobrinha foram alvejados enquanto ele pilotava sua motocicleta: ele morreu; ela está internada com uma bala alojada na bacia. Os bandidos fugiram, em um ato covarde, mas com a missão cumprida: causar terror entre os cidadãos de bem para que nunca deixem de entregar a moto aos criminosos sob pena de uma ação cruel que quase sempre acaba impune.
No entanto, o aumento da pena de um delito como este não necessariamente reduzirá o número de roubos e latrocínios. Faz-se necessário, portanto, combater o principal fator gerador do roubo de motocicletas: o mercado paralelo de peças.
Dessa forma, os requerentes dessa petição entendem que cabe ao governo, em uma medida de extrema urgência, coibir, fiscalizar e punir os envolvidos no mercado paralelo de peças de veículos.
De face ao exposto, pedimos empenho e urgência às autoridades com esse assunto que está fora de controle e que e que coloca em risco milhares de cidadão de bem.
Por fim, segue abaixo o link com um vendedor de peças ilegais, que sequer emite nota fiscal.
http://perfil.mercadolivre.com.br/GAUCHO+5710http://tj-sp.jusbrasil.com.br/noticias/3130598/acusado-de-comprar-pecas-de-moto-roubada-tem-recurso-negado

Assine este abaixo-assinado

Dados adicionais:


Por que você está assinando?


Sobre nós

O AbaixoAssinado.Org é um serviço público de disponibilização gratúita de abaixo-assinados.
A responsabilidade dos conteúdos veiculados são de inteira responsabilidade de seus autores.
Dúvidas, sugestões, etc? Faça Contato.