Frase do Dia:



Ir para o AbaixoAssinado.Org


Abaixo-Assinado (#40164):

Pelo NÃO fechamento da maternidade Herculano Pinheiro - RJ

Destinatário: Prefeito Marcelo Crivella

A Herculano Pinheiro é uma unidade de saúde secundária voltada aos cuidados com a gravidez, parto e pós-parto. A maternidade está aos pés da comunidade da Serrinha e, por isso, atende muitas mulheres de lá, assim como mulheres de outras partes da cidade Rio de Janeiro e Baixada Fluminense, sempre que suas maternidades de referência estão lotadas ou a violência as obriga a procurar outros lugares para ter seus filhos.
Nós, funcionários da Herculano Pinheiro, tememos pelo futuro da assistência prestada por esta unidade. Têm sido recorrentes as conversas sobre o fechamento da maternidade para a dar lugar a um centro oftalmológico que é, sem dúvida, um serviço de grande importância, mas que não justifica a redução de outro serviço fundamental para cidade e municípios do entorno.
A unidade é pequena, conta com 41 leitos de mãe-bebê, 6 leitos de pré-parto e 12 de UTI/UI. Todavia, com a evidente crise nos serviços de saúde, temos trabalhado com o hospital sempre lotado, muitas vezes fazendo “malabarismos” para dar o mínimo de conforto e atenção para as mulheres usuárias.
Além dos problemas de estrutura física, nosso quadro de pessoal é deficitário em todas as frentes: médicos, enfermeiras e técnicos de enfermagem, além dos funcionários terceirizados da equipe de acolhimento do programa Cegonha Carioca e de toda a logística de apoio, crucial para o serviço, com trabalhadores que cuidam da manutenção, maqueiros, pessoal de limpeza e cozinha (todos esses enfrentando suas próprias lutas por um trabalho com condições dignas).
Mesmo com todos os problemas, comuns nas unidades de saúde, principalmente no serviço público, a maternidade segue com sua missão. Recebemos diariamente grande parte das mulheres que nos procuram e nos esforçamos para oferecer a melhor assistência possível. Somente nos dois primeiros meses de 2018 a unidade deu assistência a mais de 600 nascimentos entre partos normais e cesarianas. Mais de 300 crianças nasceram em NOSSA unidade só no mês de janeiro. Sem falar nos atendimentos prestados à outras situações como abortamentos ou emergências pediátricas.
Além da assistência de enfermagem geral, nutrição, serviço social, banco de leite e do trabalho dos médicos obstetras, anestesistas e pediatras, a maternidade conta com a assistência de enfermeiras obstétricas. Essas últimas são profissionais que buscam promover uma assistência segura e baseada em evidências científicas e se utilizam, avidamente, de métodos não farmacológicos de alívio da dor, indo de encontro às diretrizes propostas pelos órgãos formuladores de políticas de saúde para as mulheres.
A reflexão é “O QUE SIGNIFICA O FECHAMENTO DE UMA UNIDADE DE SAÚDE DIRECIONADA À MULHER? ”. Lembra a época em que gestantes peregrinavam pela cidade sem destino certo, mas movidas pela necessidade de atendimento.
Precisamos impedir o fechamento dessa unidade que é um alicerce para as grávidas de Madureira e região. Por todas as mulheres que precisam desse serviço agora e pelas que precisarão um dia. Convocamos a comunidade de Madureira e todos aqueles que desejam serviços de saúde de qualidade, mais inclusivos e justos para todos. Vamos barrar o avanço dessa ideia e mostrar nossa força juntos.
#HMHP #HerculanoResiste

Assine este abaixo-assinado

Dados adicionais:


Por que você está assinando?


Sobre nós

O AbaixoAssinado.Org é um serviço público de disponibilização gratúita de abaixo-assinados.
A responsabilidade dos conteúdos veiculados são de inteira responsabilidade de seus autores.
Dúvidas, sugestões, etc? Faça Contato.