Frase do Dia:



Ir para o AbaixoAssinado.Org


Abaixo-Assinado (#30292):

Dirceu Sem OAB

Destinatário: POVO BRASILEIRO

Nessa década perdida não houve nenhum progresso no judiciário que continua moroso, os juízes continuam sendo bem pagos e com benefícios custeados por nós para chegarem tarde ao trabalho e saírem cedo, quando vão trabalhar ou não emendam os infinitos feriados, ainda se sentem acima das pessoas quando nada mais querem que ver seus direitos acolhidos antes de ver uma vida passar diante dos olhos. Juízes são nossos funcionários.

Tutela antecipada e pedido de liminar parecem ser mecanismos inexistentes no Brasil, como tudo, quando não deviam sequer existir, o correto seria o judiciário ser eficiente por si próprio.

Além de custearmos os salários dos juízes e todo o aparato judiciário, ainda temos que arcar com as custas processuais e o preço da morosidade. Só quem depende de um montante que é seu de direito sabe o que a morosidade pode lhe causar a vida, só quem precisa de um medicamento ou abrir uma ação contra o plano de saúde sabe o que a morosidade pode lhe causar a vida. Por aí vai.

Justiça gratuita para os pobres na acepção jurídica do termo? Justiça deveria ser para todos. A justiça no Brasil não é nem para o rico e nem para o pobre, quem paga por isso é o POVO BRASILEIRO e não tem o retorno dos seus impostos.

Os advogados também são vítimas desse sistema dominado por uma classe que se tornou braço partidário, nada contribui para a melhoria do judiciário e só visam ganhar MAIS dinheiro ainda cobrando dos advogados pagamentos ou visando o interesse de manter o exame da ordem ativo para tão apenas ganharem dinheiro com cursos preparatórios e inscrições. A isso se dá o nome de OAB!

A OAB não é vermelha! Vamos cobrar.

A OAB não cobra do MEC qualidade, mas cobra do "idiota" do recém formado duro o que a própria instituição OAB não faz.

Essa é a tradicional característica do Brasil: criar dificuldades para vender facilidades, nunca combater o problema na sua origem.

Onde esta a OAB diante de tudo isso? Não esta! Vamos pressionar a OAB para acolher a representação do Dr. Mauro Scheer Luís para TIRAR A OAB do Dirceu. É o mínimo.

Mauro Scheer Luís, escreveu uma carta aberta que viralizou no whatsApp, assine para que este assunto prossiga. Este abaixo-assinado será entregue a OAB que TERÁ que tomar atitude e acolher o pleito do Mauro que é o pleito do POVO BRASILEIRO.

"CARTA ABERTA AOS MEUS AMIGOS E COLEGAS DE PROFISSÃO
Caros familiares, amigos e colegas de profissão,
Hoje, 6 de fevereiro de 2015, fui obrigado a tomar uma atitude tão drástica quanto necessária, pois não suportava mais a angústia e o “nó na garganta” que estava sentindo há muito tempo.
Quando escolhi a advocacia como profissão, tal escolha deu-se pelo meu mais profundo apreço pelas instituições democráticas, e notadamente pelo meu senso e vontade de concretizar a mais pura JUSTIÇA. O que é justo é justo, e o que é errado é errado. É necessário separar o joio do trigo.
Ocorre que familiares, amigos e colegas de profissão vinham questionando-me, ao longo de muito tempo, sobre a permanência de um advogado condenado por crime de corrupção ativa pelo STF nos quadros da OAB/SP após o escândalo do Mensalão.
Até estes últimos dias eu estava simplesmente aguardando, e não sabia o que verdadeiramente responder aos meus amigos. Mais recentemente, entretanto, as “cobranças” passaram a ser mais incisivas e às vezes até irônicas. Algumas pessoas chegaram a questionar: “A OAB está aparelhada, nada acontecerá”; e eu sempre dizendo: discordo, a OAB é honrada e democrática. E este é o meu mais verdadeiro pensamento, tanto que dela participo em várias frentes, comissões, etc.
Todavia, a situação chegou num ponto insustentável, porque passei a sentir VERGONHA, especialmente quando era questionado pelas pessoas mais simples e humildes sobre o fato de um condenado por corrupção ser e, especialmente, permanecer advogado.
Depois de “fritar” na cama por horas e horas, decidi levantar-me e dirigir-me ao meu escritório, onde a partir das 03h45m da madrugada fiz o que sentia que deveria ser feito. Redigi a representação e já a protocolei junto ao Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/SP.
Intuitivamente, tenho praticamente certeza de que existe processo ético-disciplinar
instaurado de ofício pela OAB, considerando-se tamanha gravidade e repercussão do caso de corrupção do Mensalão, mas como a situação do envolvido permanece “regular” junto à OAB, e considerando que não disponho de meios para confirmação sobre a existência do processo (devido ao sigilo preconizado pela lei), não me restou outra alternativa senão a instauração de uma representação que visa EXCLUIR ESSE BACHAREL DOS QUADROS DA OAB; fiz um requerimento inclusive de suspensão preventiva e imediata.
É NECESSÁRIO SEPARAR O JOIO DO TRIGO. Os advogados realizam função muito nobre. Como diz nossa Constituição, são essenciais à administração da Justiça, e por isso não podem ser comparados a corruptos (perdoem-me pelo termo, mas esse é o adjetivo que se presta a qualificar os condenados pelo crime de corrupção).
Apesar da maioria das pessoas que tem contato comigo solicitar providências quanto ao fato, uma pequena minoria de colegas advogados, ao contrário, pediu-me que não fosse aberta a representação, uma vez que a mesma poderia gerar retaliações por parte da Ordem dos Advogados do Brasil. Todavia, não acredito que a instituição brasileira que é a mais conhecida por seus princípios democráticos praticaria qualquer retaliação em virtude da representação. Pelo contrário – estou certo de que o processo que instaurei hoje na OAB de São Paulo seguirá um rumo correto, célere, e que nenhuma retaliação será articulada.
Desculpem-me pelo desabafo, mas era necessário. Hoje eu dormirei muito tranquilo.
Muito sinceramente,
Mauro Scheer Luís"

Assine este abaixo-assinado

Dados adicionais:


Por que você está assinando?


Sobre nós

O AbaixoAssinado.Org é um serviço público de disponibilização gratúita de abaixo-assinados.
A responsabilidade dos conteúdos veiculados são de inteira responsabilidade de seus autores.
Dúvidas, sugestões, etc? Faça Contato.