Frase do Dia:



Ir para o AbaixoAssinado.Org


Abaixo-Assinado (#46006):

Manifesto em defesa da liberdade de ida e vinda nas escolas e institutos!

Destinatário: Direção do IF Câmpus Goiânia

No ano de 2019 foi reincluída pela direção do IF Câmpus Goiânia a implantação de catracas na entrada do ambiente estudantil. Essa é uma pauta já antiga no cotidiano dos alunos, visto que há relatos dos grêmios do final dos anos 90 e começo de 2000 já contrário essa ação. Na semana do dia 15/04/2019 nós, alunos, fomos surpreendidos por uma nota lançada por alguns estudantes do quarto ano de telecomunicação favoráveis a essa. Nós do MEP – Movimento por uma Educação Popular – e alunos dos diversos cursos e anos da instituição veem por meio deste manifesto expressar o contrário.
1. Catracas não representam segurança. Diferente do se pensa e foi apontado, a instalação das mesmas não atingiria uma maior proteção dos alunos visto que apenas a apresentação de documento não garante que a pessoa que entregue o mesmo seja de fato ela. Ataques como o de Suzano e Realengo não justificam tal colocação. Cabe ao instituto questionar de onde surge a violência, usar de sua importância social para combate-la e não se fechar para ela. Diversas outras instituições públicas possuem a mesma problemática na questão da segurança, como a UFG, UEG e outros IF’s pelo país, e não usam catracas para “combater”. As catracas serviriam para causar um assédio e constrangimento em quem quiser acessar o prédio, que é uma instituição federal, logo, qualquer pessoa tem direito a acesso, e barrar quem a direção não quiser dentro do local. Isso está a um passo de implantação do Escola da Mordaça em nosso ambiente de estudo limitando e burocratizando a educação. Abrindo as portas para a comunidade, ela se sentirá “dona” do local e naturalmente protegerá o mesmo. Com a mesma ação permite também o acesso a quem quiser de ter uma estrutura mínima para o estudo, possibilitando o acesso a novas oportunidades de vida advindas do estudo.
2. Essa ação pretende somente controlar e vigiar. Ao fazer uma rápida pesquisa no Google, percebe-se empresas privadas tentando vender esse tipo de serviço e com tecnologias de, por exemplo, avisar os pais dos alunos assim que ele passa que o estudante adentrou o local. Isso é uma ação que vai gerar apenas lucro para as grandes empresas e não trará retorno para o IF. Isso é uma militarização velada de nossa escola. Cada dia se percebe a mecanização da educação. É mais importante ter o aluno dentro da instituição no horário, do que melhorar as condições de ensino e permanência desse.
3. Quem de fato está lucrando com as catracas? Devido ao fluxo de alunos que a instituição possui, essas maquinas darão muito trabalho de manutenção. Uma única que dê errada pode formar filas enormes que atrasarão todo o processo educacional. É fato que essas irão estar estragando com frequência, com isso será preciso um grande investimento das verbas para estar consertando as mesmas. Esse dinheiro poderia ser investido em melhoria da estrutura do câmpus, como ampliação do número de sala de aulas e consequentemente turmas, melhoria dos salários dos servidores, ampliação da rede de ar condicionados nas salas, dentre diversas outras ações que realmente melhorariam a vida dos estudantes.
Visto, principalmente, esses pontos, nós que assinamos esse documento reivindicamos:
• Livre acesso já!
• Abertura de mais turmas.
• Melhoria dos salários dos servidores.
• Ampliação de auxílios, tornando estes universais.
• Melhoria nas bolsas de iniciação cientifica.
• Melhorias na infraestrutura do Câmpus.
• Ampliação dos projetos de extensão para que a comunidade possa ter mais acesso a instituição.
• Fora empresas privadas do nosso câmpus.
Esperamos que a direção do câmpus veja nossas reivindicações da mesma forma com a que ela fez com a opinião favorável a dela.

Goiânia, 18 de abril de 2019.

Assine este abaixo-assinado

Dados adicionais:


Por que você está assinando?


Sobre nós

O AbaixoAssinado.Org é um serviço público de disponibilização gratúita de abaixo-assinados.
A responsabilidade dos conteúdos veiculados são de inteira responsabilidade de seus autores.
Dúvidas, sugestões, etc? Faça Contato.